CONCEITOS DO PROGRAMA 5S

março 9, 2010 3 Comments

CONCEITOS DO PROGRAMA 5S

DE ONDE VEM E O QUE É O 5S?

Criado no Japão após a Segunda Guerra Mundial com o objetivo de auxiliar na reconstrução e reestruturação do país que necessitava reorganizar suas indústrias e melhorar a produção devido à alta competitividade do mundo pós-guerra, o programa 5S é uma ferramenta administrativa que auxilia na implantação da qualidade, organização e otimização do ambiente de trabalho e dos processos nas empresas.

O programa 5S visa conscientizar todos da organização da necessidade e da importância da qualidade no ambiente de trabalho. É uma reeducação cultural que necessita contar com o comprometimento das equipes de trabalho para gerar os resultados esperados. Vislumbra e objetiva termos nas organizações ambientes limpos, organizados, com asseio, bem como o bem estar das pessoas, proporcionando condições para uma maior produtividade.

O Programa baseia–se em cinco conceitos, conceitos estes que na verbalização em japonês, sua língua original, começam com a letra S:

1.º S – Seiri – Senso de Utilização e Descarte

2.º S – Seiton – Senso de Arrumação e ordenação

3.º S – Seiso – Senso de Limpeza

4.º S – Seiketsu – Senso de Saúde e Higiene

5.º S – Shitsuke – Senso de Auto-Disciplina

Para facilitar a memorização, o SEBRAE utiliza outra sigla para ensinar estes conceitos em português. É o programa De OLHO:

De=> de Descarte

O=> de Organização

L=> de Limpeza

H=> de Higiene

O=> de Ordem mantida

O problema é que na maioria dos casos observados, notamos que as empresas dão importância apenas ao segundo conceito, o de organização. Tal indisciplina faz com que o programa não seja implantado corretamente e seus resultados não sejam satisfatórios. Além disto, não medem os resultados obtidos para entender onde ainda pecam e quais processos necessitam de melhorias e atenção.

COMO APLICAR O 5S EM MINHA EMPRESA?

O primeiro passo é colocar a casa em ordem, separando o que é útil do que é inútil. Ou seja, o que é utilizado nas tarefas diárias e tudo o que raramente ou nunca usamos. Essa arrumação começa a dar sentido na reeducação e implantação da nova cultura dentro da empresa. O que não é necessário pode e deve ser descartado, transferido para outro departamento, doado, ou simplesmente jogado fora. Ao iniciar este trabalho as pessoas verão que a maioria dos objetos e papeis guardados são sem importância. Que estavam simplesmente tumultuando e ocupando espaço no local de trabalho.

O segundo passo é organizar, arrumar e ordenar todo o material. Nesta etapa temos que classificar todos os objetos conforme sua necessidade de uso. Aqueles que usamos constantemente devem ficar com o acesso mais fácil do que os objetos usados pouco. É muito bom que os objetos sejam identificados, nomeados, rotulados para que qualquer pessoa que necessite possa encontrar com facilidade e rapidez. A idéia é: Um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar.

Este trabalho de organização e sinalização auxilia na administração dos níveis de estoque, pois se os materiais são identificados com facilidade torna-se mais prático saber quando determinado produto está em uso ou está acabando, evitando a compra em duplicidade ou excessiva de itens.

Agora que deixamos apenas o que é pertinente para o ambiente de trabalho e organizamos os materiais que ficaram, não existe hora mais propícia para um bom trabalho de limpeza geral. Um ambiente limpo além de ser simples de se encontrar, proporciona conforto às pessoas que ali trabalham. Nesta etapa buscamos a conscientização dos funcionários em dois pontos fundamentais: o primeiro é que não sujem e o segundo é que se sujar limpe. É necessário que os funcionários tenham em mente que se usar vai sujar, que para guardar é necessário limpar. É a conhecida tríade: “Usou, limpe e guarde” Se cada um contribuir com sua parte para a manutenção da limpeza do local de trabalho, muitos desperdícios de tempo e dinheiro serão evitados.

O quarto passo diz respeito ao senso de asseio. Cada pessoa tem a obrigação de cuidar da sua aparência e da higiene pessoal, principalmente porque elas são a imagem da empresa. Ninguém precisa usar roupas de grife, mas necessita ter cuidado com suas vestimentas, neste ponto o uso de uniformes facilita muito, mas é preciso que os funcionários cuidem da integridade e limpeza destes. É preciso que todos procurem sempre ter cuidado com o básico: roupas limpas, barba feita, cabelos penteados e dentes escovados. É importante acabar com o hábito de comer no local de trabalho, que incomoda tanto o cliente interno (equipe de trabalho) quanto o externo (consumidor final). É de suma importância também que todos utilizem os EPIs (equipamento de proteção individual) a fim de evitar acidentes no ambiente de trabalho.

A ‘última’ fase é a fase do comprometimento das equipes de trabalho. Apesar de ser um programa implantado para beneficio conjunto, tanto a empresa quanto os funcionários terão melhorias com a implantação dos conceitos do programa 5S. Estamos falando de mudanças. E toda e qualquer mudança para uma nova cultura sempre encontra pessoas que se incomodarão e terão resistência para as mudanças. Alguns podem até serem mais complicados, mas a partir do momento em que a maioria do grupo se compromete e os resultados começam a aparecer, a resistência diminui. É importante que incorporem os conceitos no dia a dia de trabalho. É muito importante também aferir e divulgar os resultados periodicamente através de um acompanhamento da evolução dos trabalhos. Este acompanhamento também é muito útil e essencial para que consigamos entender a evolução das correções dos erros e quais pontos ainda precisam ser trabalhados ou melhorados. Quais treinamentos se fazem necessários, onde temos mais a evoluir e onde já conseguimos melhorias significativas. É importante que os mais atuantes e comprometidos sejam parabenizados. Estas avaliações deverão ser realizadas visando sempre à melhoria contínua do ambiente de trabalho – aplicação da filosofia Kaizen. Kaizen significa melhoramento contínuo, envolvendo todos e em todos os escalões da empresa. A filosofia do Kaizen afirma que o nosso modo de vida – seja no trabalho, na sociedade ou em casa – merece ser constantemente melhorado. E é mais fácil melhorar um pouco a cada dia do que efetuar mudanças drásticas e repentinas. Lembremo-nos sempre: Uma grande jornada é vencida por pequenos passos.

Embora os conceitos que englobam o 5S reflitam técnicas simples, a implantação do programa deve respeitar e seguir algumas premissas. É preciso conscientizar e sensibilizar a alta administração da necessidade de implantação de conceitos e programas de qualidade. Ela tem que estar comprometida com a condução do programa 5S. É necessário também que seja definido e nomeado um gestor e um comitê central de multiplicadores. O gestor e o comitê deverão ter capacidade de liderança e conhecimento dos conceitos que fazem parte desse programa para saber o que, quando e de quem cobrar. Multiplicar é: aprender, praticar, ensinar, lembrar e cobrar a execução dos conceitos.

O programa tem como pontos principais eliminar o desperdiço, o custo extra, o cansaço em excesso, os problemas de saúde, a falta de produtividade e de comprometimento. Ele não trará resultados sozinho, é necessário que se invista também na melhoria do atendimento, na busca pela excelência da qualidade dos serviços e produtos, na melhoria da imagem da empresa no mercado, na busca constante por satisfazer as necessidades de quem mantém a empresa viva no mercado: o cliente final.

Assim, o programa 5S implantado em sua empresa poderá evoluir e caminhar no sentido de programas mais abrangentes e completos de qualidade como o Programa 10S:

1. SEIRI – Senso de Utilização

2. SEITON – Senso de Ordenação

3. SEISOH – Senso de Limpeza

4. SEIKETSU – Senso de Saúde

5. SHITSUKE – Senso de Autodisciplina

6. SHIKARI YARO – Senso de Determinação e União

7. SHIDO – Senso de Treinamento

8. SETSUYAKU – Senso de Economia e Combate aos Desperdícios

9. SHISEI RINRI – Senso dos Princípios Morais e Éticos

10. SEKININ SHAKAI – Senso de Responsabilidade Social

Por: Renato Dabul Gomes

Tags: , Inventário, Prevenção de Perdas, Supermercado
3 Comments to “CONCEITOS DO PROGRAMA 5S”
  1. amanha aqui na fabrica que eu trabalho tem uma prova de inspetor de produção e nessa prova cai o que 5′S….adoreeeeeiiii pois nem me lembrava mais desse conceito em ordem certinho….
    mas se eu colocar 5′S é a limpeza,saude,padronização,organização e disciplina agindo sempre com esses intens citados teremos um ambiente limpo e saudavel para trabalhar……mas parabéns pela a pagina! :)

  2. adriano jose disse:

    Muito esclarecedor estes coceitos pretendo futuramente aplicalos em minha casa póis quero começar por la e de3pois aplicalos na empresa.

Leave a Reply

(obrigatório)

(obrigatório)


*

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.