Prevenção de Perdas – Analisando um Inventário. Parte 2 – Perecíveis

agosto 16, 2010 9 Comments

Este documento faz parte da série Prevenção de Perdas – Analisando um inventário.
Esta série é composta por diversas fases do inventário iniciando a partir de “Analisando um inventário -  Auditoria de contagem – Parte 1

Qual varejista após realizar um inventário olha os números e pergunta, agora está ajustado o estoque, qual é o número real de meu estoque? Como vejo os itens mais críticos? Como identificar a lista de produtos de alto risco de minha loja? Quais os setores que devo focar em um trabalho mais operacional? Qual a perda real de minha operação?

Para ajudar alguns varejistas criamos essa série, Analisando um inventário.

Esta série está dividida nas seguintes partes:

Perecíveis, Bazar, Perfumaria e Bebidas.

Após a conclusão destas fases iremos criar a segunda etapa, que é o resultado das análises da primeira fase.

Antes de ler este módulo leia a Parte 1 que detalha a fase inicial.

Resultado de inventário total:
Inventário Inicial: 03/05/2010
Inventário Final: 03/08/2010
Hora inicial: 20:00 estoque, auditado 100%
Loja inicio as 22:00 término às 5:00 com auditoria de contagem
Análise de Divergência: das 5:00 às 8:00

Próximo passo: Análise de inventário e resultados.


Img: Inventário 1
Breve resumo
Resultado do Inventário prévio é apresentou uma divergência de 2,13% sobre as vendas, todos os números estão valorizados com o preço de venda do dia do inventário.
FLV
Percebemos que as ações estão focadas em 5 setores, sendo que o FLV neste caso é terceirizado será de responsabilidade desta entrar nos detalhes. Estando em segundo lugar com 3,59% o FLV demonstra um resultado muito bom, dentro das melhores práticas que é em torno de 5%.
Açougue demonstrou uma perda de 0,15% decorrente deste estar passando por um processo de ajuste de rendimento, foi realizado 3 inventários nas últimas 3 semanas, decorrente deste fato é que o açougue não apresentou quebra, este valor é decorrente de uma período de 6 dias entre um inventário e outro.
Perecíveis demonstra um número muito irregular, este pode ser real ou ocorreu algum tipo de erro que iremos analisar em detalhe.
Bebidas
Demonstra um valor expressivo que chama atenção, será analisado para constatar se o problema é geral ou em produtos de Alto RISCO (PAR)
Perecíveis

Analisando em mais detalhes o Foco de trabalho será o grupo de queijos, congelados e salsicharia
Mar Aberto Já foi identificado no momento do inventário que não foram inventariado alguns itens. Esse é um Grupo novo onde foram introduzidos novos produtos.
Queijos
Na análise do grupo queijos, detectamos uma grande quantidade de itens em Divergência e poucos itens com sobras.
Iremos analisar os itens que possuem divergência de mais de R$100,00 e algumas sobreas representativas.

Item 3549-1
Suspeitamos que este item tenha tido alguma movimentação indevida de estoque ao longo do período de inventário, e acreditamos que este valor de quebra não seja real.
Por que chegamos a suspeita de erro operacional?

Através da planilha de análise de inventário percebemos que:
O estoque inicial era ZERO, foi comprado 23,8 kg foi vendido 25,8kg, o estoque final deveria ser neste caso negativo e não um estoque esperado de 81,2Kg.
Abaixo mapeamos o item nas movimentações e detectamos que realizaram no dia 15/06 um inventário Rotativo, concluindo a suspeita de erro operacional.

Agora o próximo passo será levantar as planilhas de inventário rotativo e apurar o devido erro.
Mar Aberto

Erros tão grandes e podemos ver que são inconsistentes, sugerimos realizar um inventário rotativo para apurar o real valor.

Congelados
Para analisar o Congelado sugerimos abrir pelos grupos para facilitar a análise. Pratos prontos congelados demonstra uma quebra muito grande 9,35%. Peixes, estão alocados no subgrupo incorreto, todos esses itens devem ser levados ao novo grupo (Mar Aberto) e posteriormente a isso realizado o inventário rotativo como sugerido

Pratos congelados

Analisamos todos os sub grupos, identificando assim os itens para recontagem de estoque.

Salsicharia


Próximos passos:
 - Abertura de inventário rotativo de todos os itens selecionados
-  Identificação do real número através deste inventário rotativo
- Análise dos próximos Setores

Perfil da Loja: Atende público classe B

Faturamento em torno de R$1,250 milhões mensais

68 funcionários

750 metros quadrados

A RTC Consultoria identificou em diversos varejistas no Brasil uma grande dificuldade de analisar os resultados de inventário, para isso estamos exemplificando nesta série como é nosso serviço de análise de inventário. Cada cliente é uma análise e é criado indicadores específicos conforme a facilidade de interpretação dos dados por parte da equipe. Todo nosso trabalho pode ser feito remotamente ou “in loco”, dependendo da necessidade do cliente.

Quer saber mais sobre o serviço, entre em contato conosco.

Joel Mingatos

Tags: , , , , Cases RTC, FLV, Gestão de estoque, Inventário, Prevenção de Perdas, Supermercado
9 Comments to “Prevenção de Perdas – Analisando um Inventário. Parte 2 – Perecíveis”
  1. QUERO PARABENIZAR, FICOU SHOW SUAS EXPLICAÇÕES SOBRE PREVENÇÃO DE PERDAS
    Gostaria de receber tudo sobre prevenção de perda de todos setores de supermercado, a cada ideias novas para o melhoramento e o bom desenvolvimento.
    Desde já agradeço! grato, abração.

    • Wagner disse:

      Olá Marcelo! Bom dia!

      Muito obrigado pelas suas considerações!
      É muito gratificante saber que estamos contribuindo com o trabalho de nossos clientes, parceiros, leitores e o mercado de forma geral.
      Efetivei seu cadastro em nosso sistema, e enviaremos nosso news mensalmente por e-mail para você.

      Forte abraço!
      Wagner Godoy
      MKT- RTC Consultoria

  2. Maiquel disse:

    Boa Tarde!

    Primeiramente quero parabenizar pelo belo trabalho apresentado por toda equipe RTC, pelas matérias e graficos. Coordeno os Inventários Rotativos das 17 Filiais de uma grande Rede no Interior do Estado do Rio de Janeiro e tenho grande interesse por novas ferramentas e oportunidades aplicadas nos estudos e abordagens para obter melhor lucratividade. Se puderem me enviar matérias e informações pelo email, fico muito agradecido.

    Obrigado

    Maiquel

    • Wagner disse:

      Olá Maiquel! Boa noite!

      Muito obrigado pela suas considerações! É muito gratificante saber que estamos contribuindo com o trabalho de nossos clientes, parceiros, leitores e o mercado de forma geral.
      Efetivei seu cadastro em nosso sistema, e enviaremos nosso news mensalmente por e-mail para você.

      Abraço
      Wagner Godoy
      Relações Comerciais WEB

  3. marinho disse:

    boa tarde, tudo bem, gostaria de saber se tu podes tirar uma duvida, eu trabalho em um mercado e eles estao usando lucro real, e queria saber como se calcula as perdas do açougue e FLV…obrigado!

  4. jose luiz vieira disse:

    mande neste email mais material sobre prevenção de perdas
    obrigado

  5. Alexandre José da Silva disse:

    Acima voces dizem que o FLV teve um bom resultado.
    Como pode ser verdade se o resultado foi -359%.
    Voces não se equivocaram ?

    Grato,
    Alexandre.

    • jmingatos disse:

      Olá Alexandre,
      desculpe a demora, meus emails foram desconfigurados do site e somente agora chegaram em minha caixa.
      Na verdade o resultado do FLV como está na reportabem a melhor prática é de 5%, o valor apurado é de 3,59%.

      grato

Leave a Reply

(obrigatório)

(obrigatório)


*

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.